Espanha

A Espanha! País amado por diversos glutões e por diversos motivos. Seja por conta de um dos melhores campeonatos de futebol, seja pelas belas paisagens em seu território, pela alegria do seu povo, pela energia e seu clima quente, seus festivais de verão espetaculares ou até por conta das espanholas que embelezam ainda mais este enorme país europeu.

GG_Espanha_01

Motivos para se amar a Espanha existem de sobra e poderíamos ficar aqui escrevendo sobre todos eles, mas vamos nos ater a dois dos principais motivos do nosso blog: Gole & Gula na Espanha. O que você encontra para comer e beber neste país tão espetacular? O que você precisa saber que é tradicional? O que você vai experimentar nas suas próximas férias? Os glutões curtem muito a Espanha e depois de algumas viagens de norte a sul deste país, vamos mostrar o que você não pode deixar de experimentar nas suas andanças.

GG_Espanha_10

Quando ouço falar da Espanha, a primeira coisa que me vem à cabeça são “as tapas”. Começando com uma popularidade no Brasil, as tapas espanholas são a tradição na mesa (ou no balcão). Quem já viajou por lá sabe do que estou falando. Tapas são pequenas porções, geralmente servidas com um pedaço de pão, de diversos “recheios” (ou coberturas) e que acompanham um chopp, ou sangria ou vinho. Existem bares espalhados por todas as cidades espanholas que servem tapas e qualquer um vai se tornar a sua melhor pedida para matar a fome. Em Barcelona, por exemplo, na Ramblas você vai encontrar dezenas de bares com um cardápio variado de tapas para você escolher. De patês, misturas com peixes, tortilhas (espécie de omelete de batatas), croquetes, azeitonas, presunto e outros frios, frutos do mar, vegetarianos etc. Um estilo de tapas vai agradar a sua fome de glutão para degustar rapidamente.

GG_Espanha_09

A origem das tapas se confunde um pouco e nem mesmo as pessoas que trabalham nesses bares sabem direito como surgiu. Mas, diz a lenda que os tapas surgiram como uma maneira de “tampar” (tapa em espanhol é tampar) o copo do vinho por conta de moscas (existe outra lenda que uma vez um vinho foi tampado com o pão e, depois que este foi comido, virou tradição comer e beber ao mesmo tempo). Por isto o pão é sempre utilizado nos bares mais tradicionais. A sua cobertura foi sendo colocada com o passar dos tempos e isto foi crescendo tanto que virou especialidade da culinária espanhola. É normal você encontrar espanhóis “tapeando” logo após o trabalho. Mais normal ainda seguir estes pratos com um bom vinho ou chopp gelado. De preço baixo (cerca de 1,80 EUR por cada tapa), esta é uma excelente opção para almoço ou jantar na Espanha. Vale a dica que dependendo da região visitada, o tapa vem “de brinde” com a pedida de uma cerveja ou vinho. Na região sul é muito comum que a cada copo de bebida, é servido uma tapa “sortida” do bar como cortesia. Em outras regiões são cobrados pela quantidade escolhida.

GG_Espanha_11

Mas nem só de Tapas vive o espanhol, já que estamos na terra da Paella. De origem Valenciana este prato nasceu de uma união de vários alimentos característicos como frango, coelho, arroz, verduras e outras especiarias. Com a fama, outros tipos de paella foram sendo criadas e hoje temos uma infinidade de tipos como: costeira (ou marítima – feita com frutos do mar), vegetariana, mista, negra (com tinta da lula, dando um tom negro ao prato), entre outras. Posso dizer que a paella é o típico prato espanhol e, pelo menos uma, deve ser provada por todos os glutões que colocarem o pé no país. Restaurantes que servem “a melhor paella da Espanha” existem aos montes, mas tome cuidado e veja um que seja especialista no prato, pois é comum os restaurantes menores servirem uma “paella congelada”, que seria mais ou menos uma “Paella da Sadia”, que não tem nada a ver com a receita original e de gosto tão perfeito. Estes pratos são um pouco mais caros e um almoço ou jantar, para duas pessoas, deve sair por volta de 40EUR, mas após você degustar, vai saber que valeu cada centavo.

GG_Espanha_03

 GG_Espanha_04

O que é algo BEM diferente daqui do Brasil são os sanduíches. Por alguns motivos básicos: O pão é duro, mas duro mesmo. O presunto deles é o nosso “copa”, ou seja, é BEM forte e diferente e GERALMENTE (80% das vezes) é servidor frio. Um tanto quanto complexo comer um sanduíche tranquilo no seu café da manhã, mas tem que goste… Se você nunca comeu, experimente para ter a opinião né? O glutão aqui passa bem longe…

Para degustar uma sobremesa tradicional temos os churros. De origem espanhola é bem diferente dos churros daqui, pois é mais fino e duro do que a versão brasileira, mas ainda assim bem admirado e saboroso para se comer depois de uma boa refeição. Ele é servido apenas polvilhado no açúcar e com calda de chocolate.

GG_Espanha_16

Como em diversos países da Europa, existe a opção de Menu (ou Menu Turístico), que consiste em um preço fixo por um prato de entrada, um prato principal, sobremesa e (dependendo do país) bebida, opção mais em conta para o viajante que está apertado no orçamento. As opções geralmente são interessantes e variam com o dia (algo como “prato do dia” daqui). A sua única preocupação será sentar e escolher as suas opções. Vale a dica hein?

GG_Espanha_06

Você deve estar se perguntando: Mas cadê os goles dos glutões?! Fique tranquilo que estes são fartos e quase infinitos. Em bares o que você vai encontrar é o chopp para um bom gole gelado e saboroso (não vai ser a melhor cerveja do mundo, mas vai ser saboroso o suficiente para você repetir). Mahou, Estrella Damn, Estrella Galicia, San Miguel e Alhambra (esta sendo um pouco mais “especial”) são alguma das marcas populares e disponíveis facilmente para você matar a sede. Espanha é um país quente e obviamente a cerveja é consumida em muitas quantidades.

GG_Espanha_12

Mas, você como bom glutão, não vai ficar com uma só opção né? Tradicional na Espanha são as sangrias que originalmente é feita com vinho, frutas (laranja, maça e uva), soda e algum outro aditivo alcoólico como conhaque, curaçau e o que o bar quiser colocar para “aditivar” esta bebida tradicional. Servida gelada, é um bom acompanhamento para qualquer hora do dia (especialmente nos períodos quentes como primavera e verão) e faz glutão aplaudir no sabor.

GG_Espanha_14

GG_Espanha_13

Não muito distantes da tradição espanhola (até porque são bem presentes), os vinhos são “essenciais” com certos pratos (como a paella, por exemplo). Não conheço muito esta cultura de vinho, mas sei que os espanhóis idolatram alguma de suas marcas e os preços (mesmo em restaurantes) ajudam para se degustar em um jantar mais apropriado.

Outra tradição muito comum na noite espanhola é a “peregrinação de bares”. Esqueça o Brasil com a sua cultura de ficar em apenas um lugar à noite, o negócio é ir de bar em bar e desfrutar de suas promoções para atrair clientes. Normal é você andar na rua e receber um “convite” de um bar X que pelo valor de “5EUR” ganha 2 copas (copos) de uma bebida a sua escolha. Não se assuste, pegue o convite, veja onde é o bar, entre, escolha a sua bebida (de vodka até whisky, passando por conhaques e drinks diversos), beba, dance com a música que estiver tocando e vá para o próximo. Não se assuste, mas você vai ver a mudança de público rápida e vai entrar no ritmo. Quando visitei Madrid, fui em 5 bares na mesma noite e gastei um total de 12EUR, por 5 copos de bebida (copo é copo, não dose… O copo é cheio!), delicioso para um glutão com sede. Esta tradição é comum em toda parte da Espanha, vá e divirta-se! Só não esqueça o caminho de volta ao hotel!

GG_Espanha_15

Todas as fotos foram tiradas por Matheus Monteiro, entre 2010 e 2012. Cópia ou reprodução proibida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *